Como tudo começou...o Caminho das Pedras.....

domingo, 12 de agosto de 2012 12 comentários
Oi pessoal...
Hoje vou fazer um post ,creio eu, que será um tanto longo, mas de muita utilidade para quem quer aprender o crochê irlandês...
Lembrando que:
  TUDO O QUE EU DESCREVO AQUI SÃO IMPRESSÕES, E OPINIÕES PESSOAIS,
 podendo vocês, encontrarem outras formas de fazer o irlandês,
 inclusive adoraria se compartilhassem comigo suas experiências
nesse sentido,opiniões, críticas, e compartilhamentos são bem vindos sempre!
Não tenho intenção de ensinar nada à ninguém,
apenas compartilhar o que venho aprendendo...
Ensinar  com qualidade é para poucos, e exige tempo e estudo..
Porque até para ensinar é necessário estudar..
E no momento meu tempo é direcionado  para a feitura das peças.
Recebo diariamente pedidos e mais pedidos, de ensinamentos, fontes etc..
Então aqui descreverei como tudo começou,
(e continua sendo feito)
 comigo, pesquisas, material, e afins...
Já adianto que, se você não quer "perder tempo"
 procurando o que lhe interessa, nem precisa terminar de ler o post,
 pois o caminho das pedras, não é fácil, nada caiu no meu colo, e comigo foi e está sendo assim...
Bom, devo esclarecer que, sou aprendiz como todas vocês,
estou tentando melhorar, crescer, através da net,
dos contatos, que fiz  e venho fazendo....
E claro através do estudo.
Existem pessoas maravilhosas que são generosas,(sem serem bobas),
ou que  querem passar uma imagem de.....
trocam experiências (sem se deixarem ser sugadas),
que gostam de compartilhar o que sabem (sem soar onipotentes).
E dão as ferramentas para que nós levantemos voo.
E sim, tenho recebido muitas dicas através delas, e dos trabalhos delas...
Mais adiante no post falarei sobre elas...
Quando comecei a me interessar pelo irlandês,
foi através das revistas Duplet eu nunca havia visto tal tipo de crochê!
Definitivamente as revistas Duplet são a bíblia de quem quer aprender  e fazer este tipo de crochê!
Bem ...esta é uma opinião pessoal,
eu a qualifico em tal posição pois me traz muita inspiração e  a cada revista adquirida não entendo como gasto
 e sim como investimento!
Acho que vou coloca-las no meu testamento de herança....
Claro que de nada adiantaria as revistas se eu não soubesse ler gráficos,
 isso é absolutamente imprescindível!
Se você ainda faz crochê por receitas, e deseja aprender leitura de gráficos,
assista vídeos que ensinem,estão disponíveis na net,
 deixo como sugestão esse link da professora Ivy :Como ler Gráficos de Crochê.
Passada essa fase, você já entende os gráficos,
 não importando em qual idioma está escrito o livro, revista enfim...
os gráficos são universais, em alguns casos eles se modificam,
mas nada que não consigamos compreender.
Praticar, esse é o lema!
A montagem do crochê irlandês pode ser feita através de uma receita já pronta,
ou como eu costumo fazer, através da sua imaginação!
Você pode dispor os motivos da forma que lhe for melhor!Ou poderá também se inspirar ,fielmente,ou não, em uma revista .
Fica a seu critério!
Deverá ter um molde, eu costumo fazê-lo em papel pardo, eva.... ou outro mais resistente,
porém há artesãs que utilizam diretamente uma peça de roupa já nas medidas desejadas,ou ainda fazem todo o processo de montagem
 sobre um tecido no formato desejado, ou riscado no formato desejado,
por exemplo, uma regata, um vestido enfim...
Você irá fazer da maneira que se sentir mais confortável,
 eu prefiro o papel na primeira fase de montagem,
eu alfineto os motivos em cima do papel que por sua vez fica em cima de uma placa de isopor,
 depois faço união dos motivos costurando-os entre si,
e depois passo para um tecido onde alinhavo toda  a peça,
e depois vou tecendo as redinhas nos espaços vazios.
As agulhas irão varias de acordo com o resultado que você desejar obter.
Se quiser renda finíssima, deverá utilizar fios bem finos,
(exemplo Mercer-crochet) e agulhas abaixo de 1 milímetro.
Eu costumo utilizar agulhas entre 1 milímetro até no máximo 2 milímetros
algumas vezes chego  a usar a de 2,25 milímetros no máximo.
A qualidade do fio influencia no trabalho,
como em qualquer outra peça que seja feita em crochê.
Marcas, tamanhos de agulhas e etc,
fica ao gosto de cada artesã.
Como encontrar gráficos?
Fazendo pesquisa, organize seu acervo,
 separe em pastas, nomeie as mesmas para quando precisar procurar algo,
facilmente você consiga encontrar.
Pesquisas simples, vá no google e na pesquisa,(não é na barra de endereço) digite "folhas de crochê", "crochê irlandês", "motivos em crochê",
traduza utilizando o Google Tradutor (aqui já deixei configurado de português para o russo,mas você pode alterar os idiomas),
e faça a mesma pesquisa, com a palavra traduzida.
Você vai ficar um tanto perdida, afinal, quem de nós fala russo?rsss
Mas o que importa são os gráficos!Fotos também são bem vindas!
Olhe de site em site, blog em blog,
e vá separando, favoritando os que mais lhe agradarem.
Salve tudo o que for interessante, mas organize,
caso contrário você não saberá nem o que possui.
Para uma navegação com a tradução automática, use o google chrome.
Se não costuma usar, eu sugiro que ao menos experimente....
Exercite sua navegação utilizando-o.
Os outros navegadores também traduzem, mas julgo que este seja o mais fácil.
A tradução não fica perfeita, é óbvio!
Mas ajuda!
Observem quando entrarem nos sites russos,
normalmente do lado esquerdo ficam os "marcadores"
ali você consegue ver o conteúdo do site, e busque,
 crochê irlandês, muitas vezes aparece escrito renda irlandesa.
Abra sempre em outra janela,
para que se você quiser voltar naquela estava não se perca.
Existem vários sites onde você pode baixar revistas,
livros,por motivos de força maior eu sou proibida de postar downloads das revistas russas, ucranianas, mas não vou mentir,
elas também existem pela net, basta procurar.
Claro que nada substitui a revista ali física!
Valem muito a pena, fora que como disse lá no comecinho, julgo ser investimento, e não gasto!
Mas cada pessoa têm os seus valores, suas predileções,
enfim, fica a critério de cada um.
Nunca encontrei nenhum pap,
nenhuma explicação em português sobre o irlandês...

******retificadora em junho de 2017
hoje já existem paps, professoras e bastante conteúdo em português sobre o tema.
Atente-se para a qualidade destas fontes.....********

Tudo o que aprendi e venho aprendendo
 foi em quase sua totalidade proveniente de material em russo, e inglês.
Ou seja, foi tudo na raça, observando fotos, assistindo vídeos desprezando o áudio.
Isso não me impediu de "sacar" várias coisas,
 basta ter atenção, e persistência, com certeza você também vai aprender!
2 pessoas muito gentis que fazem muitooooo crochê irlandês e são talentosíssimas, verdadeiras mestras no assunto:
Olgemini  também conhecida como Olga Krivenko
e:
Márie Treanor , são pessoas que sabem tudo de crochê irlandês,
e que me foram muito gentis, Olga é russa, e não fala inglês fluente, mas pode ser contactada em inglês, que provavelmente entenderá.
Já Marie é irlandesa  e portanto fala inglês,o que facilita muito a comunicação.
A partir do site/blog, delas,
vocês devem prestar atenção nas redes sociais em que elas estão,
 se você também estiver lá, poderá estar mais e mais antenada com as novidades que elas trazem!
Normalmente há links nos sites, prestem atenção nos detalhes.
Existem várias outras grandes artesãs maravilhosas que fazem irlandês, mas citei apenas estes 2 nomes, para não me estender muito no assunto.
Para conhecer mais, prestem atenção aos créditos das fotos nas revistas,
 costumam estar os nomes de quem fez aquela peça publicada,
e a partir do nome....façam pesquisa.
As revistas americanas, como a "Crochet!","Creative knniting",
entre outras, esta segunda não tenho certeza se é americana ou inglesa,
mas enfim, elas também podem trazer informações sobre artesãs,
não costumam trazer crochê irlandês,(o que não significa que nunca acontecerá) mas são fontes de informação,
de conhecimento, aproveitem tudo, absolutamente tudo que  a rede te proporciona!
E para quase finalizar este post, observem que eu disponibilizo muito material sobre crochê irlandês, vários marcadores,tais com:
Acervo de Crochê Irlandês onde vocês encontram diversos gráficos, ideias, sugestões, dicas etc...
Crochê Irlandês  onde trago muitas sugestões de peças utilizando essa técnica, como a maioria são de revistas tudo vem com gráficos.
No marcador Meus Trabalhos vocês poderão visualizar todas as experiências que venho tendo com crochê irlandês,
procuro tirar fotos para mostrar como faço o processo,
a intenção é compartilhar para que vocês possam ver,
tudo aquilo que eu procurava e nunca encontrei no nosso idioma.
Só com estas postagens que venho fazendo desde o início do blog,
já é possível fazer, está tudo alí!
Todo o processo de criação, como fazer, unir, as redes enfim....
Eu espero que esteja sendo de ajuda,
que esteja servindo de inspiração de motivação para que mais pessoas façam,
 e se apaixonem pelo crochê irlandês assim como aconteceu comigo!
Aqui no Brasil existem mais artesãs que fazem,
o crochê irlandês, se vocês derem uma busca entre os blogs
irão encontrar trabalhos muito bonitos, executados por elas também!
Não sei se esqueci de algo, se eu me lembrar, depois venho postar e acrescentar...
Me despeço esperando que tenham gostado das dicas, e aguardando que bons frutos venham a germinar...
Deixo alguns sites que gosto de visitar:

http://www.irishcrochetlace.com/
http://irishcrochettogether.blogspot.com.br/
http://vintagehomearts.com/
http://www.heirloomcrochet.com/
http://www.emsheart.com/

Algumas fotos desta bela arte deixo para vocês...
TODAS ESTAS IMAGENS NÃO SÃO DE TRABALHOS MEUS, FORAM RETIRADAS DA NET.
Até a próxima. ;-)

RETIFICAÇÃO:Quando eu escrevei esse post no dia 8 de agosto de 2012 não haviam até então (que fossem de meu conhecimento) vídeos em português mostrando a técnica do crochê irlandês.
Porém algum tempo após a professora Ivy do site CrochêTricô, fez todo um projeto de uma blusa do início ao fim, mostrando como tecer utilizando essa técnica.
Deixarei então aqui os dois links dos posts onde compartilhei toda a sequência de vídeos dela repartidos em 2 posts.

Primeiro post: http://www.ivelisefeitoamao.com.br/2013/05/croche-irlandes-do-inicio-ao-fim-em.html

Segundo post:http://www.ivelisefeitoamao.com.br/2013/05/croche-irlandes-do-inicio-ao-fim-em_19.html



















12 comentários:

  • Auta Rangel disse...

    Você vai se colocando como um grande nome do crochê irlandês aqui no nosso Brasil. Como você mesma diz, não é fácil encontrar informações como a deste post em nossa língua. Muito obrigada e vamos lá fazer crochê irlandês, que é lindo.

    [Responder comentário]
  • Denise disse...

    Ola, Ivelise, fiquei encantada com suas dicas, como sou professora tenho esse costume de procurar tudo pela net...Vi alguns trabalhos de crochê irlandês e também me encantei com a técnica, ainda estou na fase de pesquisas e pequenos trabalhos como folhas e algumas pequenas flores, faço crochê já há algum tempo, mas ainda estou aprendendo. Tenho feito de tudo um pouco para aprender mais, já fiz vestidos infantis, bonés, sapatinhos, saídas de praia e por aí vai...Faço tricô também, no tricô eu aprendi um pouco mais porque fiz cursos...Obrigada por você trilhar o caminho das pedras e compartilhar conosco...Tenha uma semana abençoada e com muitas maravilhas de crochê...Um grande abraço...

    [Responder comentário]
  • Ingrid Lorrane disse...

    Olá Ivelise, boa noite!
    Sou adepta do cochê tradicional, por assim dizer; aprendi com minha avó quando tinha 10 anos e a mais ou menos 2 anos voltei a exercitar a técnica. Produzo tops, vestidos, biquíni, amigurumis, e muitas outras coisinhas que aprecio muito. Conheci o crochê irlandês por acaso no pinterest e procurei saber mais sobre a técnica ( na verdade havia procurado por renda renascença; o que não me agradou muito :X), enfim.. Pesquisei e gostei muito. Recentemente fiquei noiva, já havia decidido que iria produzir meu vestido com a técnica do croche tradicional, mais me encantei com o Irish Crochê e vou ousar e produzir com essa técnica (mesmo que eu ainda esteja engatinhando) ����
    O seu post está sendo de grande valia e sua generosidade e apreciável! Peço permissão para contactá-la para trocarmos figurinhas em meu processo de produção...
    Obrigada por compartilhar suas experiências! Ganhe beijo, fica com Deus!

    [Responder comentário]
Comentários
12 Comentários

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim,dê sua opinião, crítica, e sugestão.Muito obrigada!